Alfabeto Cósmico

O plano para nosso sistema de algarismos segue uma continuidade definida. Para manter a ordem, números e nomes tiveram de ser estabelecidos. Revelam o fundamento científico de nosso sistema de numeração. Depois que tivermos aprendido a razão dessa sucessão específica de símbolos ou números, poderemos ver, prontamente, que eles tinham de seguir sua ordem exata. Tal como ao construir uma casa temos, antes de mais nada, de instalar os alicerces para depois levantar as paredes laterais e o teto, os números evoluíram até a presente posição porque isso era necessário. Seguem a evolução ou desenvolvimento das pessoas.

Depois de estudar os aspectos de cada número, em sua exata seqüência, compreenderemos melhor o princípio básico que está por trás dos nossos números, quando trabalharmos com nosso próprio nome, analisando os números e interpretando-os.

Número 0

No começo (no vir a ser) nosso mundo ou universo era massa nebulosa ou bola, girando pelo seu próprio valor de vibração. Não tinha princípio nem fim, significando a eternidade, e parecia-se a um círculo, ou a um zero. O zero, ou círculo, é o embrião de todos os números. Já que não havia vida ou ação sobre esse universo, não havia motivação. Quando uma semente (ou força de vida) foi plantada no círculo, logo começou a brotar, como ser, ou humano. Designaremos essa idéia colocando um ponto, ou semente, no centro de um círculo, ou nosso globo. Quando a semente germinou, veio a terminar em uma linha, que os antigos designavam como

Número 1. Mônada … Unidade

O número um representa o homem, ou o princípio masculino. É o símbolo do Sol, e o pai dos números, ou unidade. o selvagem aponta para si próprio e coloca uma vara no chão, indicando MIM ou ME. O um aparece sozinho. É criativo, engendrando originalidade e liderança. Sugere a fonte das idéias e indica a primeira noção que o homem teve de si mesmo.

Número 2. Diad… Dualidade

Muitos anos mais tarde o selvagem evoluiu suficientemente para compreender que tinha uma companheira. Designava essa idéia apontando primeiro para si próprio (MIM) e depois para a companheira (MINHA ou VOCE). Representava esse princípio colocando duas varas na areia, indicando dois. Outro símbolo usado para essa idéia é o das duas asas de um pássaro.

Número 3. Triad… Trindade

O resultado da procriação do homem e sua companheira foi o rebento, o filho, Três é a expressão de um e dois. Agora o homem tinha de encontrar um símbolo para incluir os três. Resolveu o caso desenhando um triângulo, ou figura de três linhas, formando o primeiro plano fechado, ou círculo da família. É o primeiro número perfeito, ou trindade, e faz-se de significação espiritual. Três significa completação. Outro símbolo com que o homem designou essa idéia foi o galho de três folhas de cravo e o outro foi os dois semicírculos.

Número 4. Treta … Fundação

Depois que o homem compreendeu que tinha uma companheira e um filho, tornou-se imperativo conquistar abrigo e proteção para eles. Isso representava construir moradia ou fundação. Quatro é um número material e o homem representou essa idéia de várias formas. Desenhou um quadrado de quatro linhas. É um símbolo concreto, ligado à terra, e sugere sólida fundação e também muito trabalho duro, exigindo eficiência. outro símbolo que os antigos usaram é de um homem erguendo bem alto um triângulo, enquanto outro símbolo consiste no desenho de quatro pernas de um animal. O quadrado simboliza a vida, ou a idéia de um plano universal.

Número 5. Penta … Aventura

Tendo providenciado um lugar onde a família podia viver, o homem sentiu que agora tinha o direito de olhar em derredor e divertir-se. Isso incluía curiosidade sobre sexo, os cinco sentidos, as viagens e as mudanças. Tornou-se um aventureiro, estendendo-se para cinco direções. Simbolizou essa idéia desenhando uma estrela de cinco pontas e também mostrando os cinco dedos de uma das mãos.

Número 6. Hexa … Domesticidade

Depois de saciar sua curiosidade, o homem estava preparado, agora, para construir um lar e interessar-se pela vida em comunidade. A diferença entre construir uma casa (4) e um lar (6) está em que este último inclui amor, casamento, compaixão e interesse pelos demais. Os homens primitivos representaram essa idéia desenhando dois triângulos de seis linhas, indicando duas figuras fechadas. outro símbolo foi o do homem de pé ao lado do círculo da família.

Número 7. Hepta … Perfeição

Possuindo, então, amor, um lar e uma família, o homem estava preparado, de um ponto de vista evolutivo, para se interessar pelo progresso espiritual. Isso foi designado através da colocação do triângulo do espírito sobre o quadrado da matéria, formando sete linhas. O quadrado de quatro linhas é sólido e ligado à terra, enquanto o triângulo é criativo e inspirador.

Número 8. Octo … Expansão

Tendo tido tempo para desenvolver sua natureza espiritual, o homem concentrou-se, então, na expansão física e nos grandes negócios que levavam ao sucesso mundano. Designou isso colocando um círculo acima de outro, ou dois quadrados de quatro linhas cada colocados um acima do outro. O oito representa trabalho duro e expansão no mundo material.

Número 9. Enea … Humanidade

O nove apareceu quando o homem se fez humanitário bastante para interessar-se no auxílio ao seu vizinho. Isso ele revelou desenhando um homem (l) levantando o mundo ou círculo. Também o tríplice triângulo levava a mesma mensagem. Agora ele tinha percorrido toda a gama de emoções e experiências.

846 Total Views 4 Views Today

Os comentários estão encerrados.